O INSS e os Planos de Contribuição.

classic Clássica list Lista threaded Em Árvore
338 mensagens Opções
123456 ... 17
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

miguel
Boa noite! Tenho duas dúvidas sobre uma pessoa que cumpriu o aviso prévio remunerado até o dia 30/05/15:
- se ela contribuir como segurada facultativa até conseguir se encaixar novamente no mercado formal, pois nesse momento está desempregada, ela perderia as parcelas do seguro desemprego?
- Ela poderia começar a recolher no dia 15 de agosto, para não perder tempo de contribuição?
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

Consultor Online
Administrador
Pode pagar como facultativo, e pode pagar quando quiser, só não entendi o porquê do dia 15.08
Agradeço sua Participação. Consultor Online
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

miguel
Perdão, eu quis dizer 15/07, pois a intenção seria não deixar vácuos no tempo de contribuição, ou seja continuar contribuindo sem deixar nenhum mês para trás. Meu outro receio seria perder o seguro desemprego se contribuir como facultativo, até conseguir entrar novamente no mercado de trabalho formal.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

Consultor Online
Administrador
Sim a competência 06 pode ser pago até 15/7 e não impede o recebimento do seguro desemprego desde que seja como contribuinte facultativo.
Agradeço sua Participação. Consultor Online
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

miguel
Obrigado pela informação!
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

Consultor Online
Administrador
Agradeço sua Participação. Consultor Online
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

Paulo Roberto Diniz Rachid
Em resposta à esta mensagem postada por Consultor Online
Catarino, boa boite.

Trabalhei numa Empresa por 33 anos e sempre contribui para a Previdência Social pelo Teto.
Fui demitido em 01/07/2015.
Como estou a pouco mais de 7 meses para me aposentar pelo INSS,  e estou desempregado, para não perder o direito de receber as 5 parcelas do Seguro desemprego, estou optando em recolher o INSS até reunir as condições para aposentar, como contribuinte facultativo.
Neste caso, pretendo recolher a contribuição pelo percentual de 20% sobre o salário mínimo.
A minha decisão de recolher sobre o Sal. mínimo pode ter alguma consequência sobre o meu benefício quando da concessão da aposentadoria? Tenho dúvida se afetaria, uma vez que parece-me que no cálculo do benefício o INSS leva em conta a média aritmética de 80% dos maiores sal. de contribuição a partir de 1994. Se assim for, se eu contribuir na forma acima não irá impactar, correto?
Obrigado e aguardo suas considerações.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

Consultor Online
Administrador
Paulo, está certo, o que pagar pelo mínimo não será considerado no cálculo, mas tem que pagar como facultativo e com percentual de 20%.
Agradeço sua Participação. Consultor Online
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

Victor29
Esta mensagem foi atualizada em .
Em resposta à esta mensagem postada por Consultor Online
CONTEÚDO APAGADO
O autor apagou esta mensagem.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

Consultor Online
Administrador
Victor, você já fez esta pergunta, pode mudar sim.
Agradeço sua Participação. Consultor Online
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

Mara Ramires
Em resposta à esta mensagem postada por Consultor Online
Prezado,

Fiz uma simulação de minha aposentadoria por tempo de contribuição proporcional em 21/07/2015, que resultou em 27 anos,6 meses e 25 dias, FALTANDO 3 meses e 22 dias para esta modalidade. Ocorre que em 06/07/2015, fui demitida.  Gostaria de contribuir nestes 3 meses que me faltam. A dúvida é esta: faço a contribuição facultativa de 20% sobre o teto máximo? Pelos posts que li, preciso fazer este pagamento em 15/08, confere ?

Grata,
Mara Ramires
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

Consultor Online
Administrador
Mara, se saiu do emprego em julho deve começar a contribuir no mês de agosto que é pago até 15.09, quanto ato teto depende de quanto pagava antes, pois na aposentadoria proporcional a perda é tão grande que não vale a pena pagar acima do mínimo, pois é pago 70% da média e sob esse valor ainda é aplicado o fator previdenciário, mesmo sempre tenha pago pelo teto a renda final vai ficar com perda de mais de 50% da média.
Agradeço sua Participação. Consultor Online
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

Sérgio Andrade Filho
Esta mensagem foi atualizada em .
Em resposta à esta mensagem postada por Consultor Online
Ilustre Consultor.

Por indicação de um colega com situação semelhante à minha, solicito  ao Senhor o seguinte esclarecimento, se possível, pelo que desde já vos agradeço:

No último mês de julho, fui despedido da última Empresa que eu trabalhei durante 32 anos.
Nesta última Empresa, bem como nas demais em que trabalhei, sempre foi recolhido o INSS pelo Teto Previdenciário. Este tempo total de contribuição na data de hoje somam-se 34 anos.
Portanto, a exatamente 12 meses, ou seja, agosto/2016 terei alcançado o tempo mínimo de contribuição de 35 anos, ocasião em que estarei com 58,6 anos de idade.
Ingressei com o requerimento do seguro desemprego e, por este motivo, estou prevendo recolher o INSS à alíquota de 20% sobre o salário mínimo durante os próximos 5 (cinco) meses.
Em janeiro de cada ano é previsto que o governo reajuste o teto previdenciário. Assim sendo, o senhor entende que como eu sempre contribui pelo teto, para que não haja reflexo no cálculo do meu benefício em Agosto/2016, é recomendável que a partir de janeiro/2016 ou continue a contribuir como Contribuinte Facultativo, porém, não mais com 20% sobre o salário mínimo, mas, 20% sobre o Teto Previdenciário, ou se eu continuar contribuindo sobre o Salário mínimo não teria qualquer impacto no cálculo do meu benefício?
Agradeço e aguardo sua resposta.

 
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

Consultor Online
Administrador
Sergio, se a partir de 07/94 recolheu pelo teto, pode ficar muito tempo pagamento pelo mínimo que em  nada altera a renda final, pois o sistema despreza um total que corresponde a 20% do total de contribuições contadas entre 07/94 e o mês anterior ao que for pedir o benefício.
Agradeço sua Participação. Consultor Online
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

Sérgio Andrade Filho
Muito grato pela orientação.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

Consultor Online
Administrador
Agradeço sua Participação. Consultor Online
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

Joel Pereira
Em resposta à esta mensagem postada por Consultor Online
Bom dia sr. Consultor.
Tenho 53 anos e contribui até o final de 2014 com teto máximo por pelo menos 29 anos (desde 1985) em empresa privada. Estou desempregado a 7 meses, e gostaria de saber se posso contribuir como Facultativo, se tem como pagar o retroativo, e qual o valor que você me aconselha contribuir?
Preciso urgente desta informação e apreciaria muito sua ajuda.
Obrigado. Joel Pereira
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

Consultor Online
Administrador
Joel, como desempregado  não pode pagar em atraso, pode pagar pelo mínimo, pois o sistema despreza 20% do total de contribuições, escolhidas as de menor valor.
Agradeço sua Participação. Consultor Online
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

Laércio Eziak
Poderia-me explicar sr Consultor, como funciona o 85/95. recolhi antes de 1994 por 23 anos, na década de 2.000 recolhi por mais 2 anos e estou recolhendo como autônomo a 8 mesas os três primeiros meses recolhi R$ 400,00 por mês devido a orientação errada da funcionária do INSS, após conversar com o sr aqui e após suas explicações passei a recolher 11% do salário mínimo, dizem que tem uma nova lei que tem que somar a idade hoje tenho 61 anos e quando tiver 65 anos não vou me aposentar já que a soma dos anos pagos mais a minha idade daqui a 4 anos não vai atingir os 95, é real? Muito obrigado mais uma vez.

Em 12 de agosto de 2015 19:31, Consultor em Previdência [via Fórum do Consultor] <[hidden email]> escreveu:
Joel, como desempregado  não pode pagar em atraso, pode pagar pelo mínimo, pois o sistema despreza 20% do total de contribuições, escolhidas as de menor valor.
O Consultor em Previdência Qual sua dúvida sobre o INSS?



Se você responder a este email, a sua mensagem será adicionada à discussão abaixo:
http://forum-do-consultor.30120.x6.nabble.com/O-INSS-e-os-planos-de-contribuicao-tp5517p7422.html
Para remover sua inscrição de O INSS e os planos de contribuição., clique aqui.
NAML

Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: O INSS e os planos de contribuição.

Joel Pereira
Em resposta à esta mensagem postada por Consultor Online
Bom dia. Obrigado amigo pela resposta.  
Estava inseguro, porque pelo telefone 135 não tinham muita certeza nas informações dadas e também no site da previdencia verifiquei que eles aceitam qualquer calculo para pagamento, o problema é fazer valer depois.
Abraço. Joel.
123456 ... 17